Comunicações
 
Ricardo Setti
Ricardo Setti
Ricardo Setti
 

“Existem blogs e sites de qualidade”
Ricardo Setti – Jornalista

 
25/05/2018
 



Ricardo Setti exerceu as funções de editor-chefe de "O Estado de S. Paulo” (1990-92) e de diretor regional do "Jornal do Brasil” em São Paulo (1986-90). Foi também redator-chefe das revistas "IstoÉ” (1984-85) e "Playboy" (1985-86) e editor-assistente e editor de "Veja” (1975-83), além de repórter, redator, editor-assistente e subeditor de publicações como a extinta revista "Visão, o "Jornal da Tarde” e a sucursal de Brasília de "O Estado de S. Paulo". Foi diretor editorial das Revistas Femininas da Editora Abril (1999 a 2001) e diretor de redação de "Playboy” (1994-99), tendo antes sido, na Abril, diretor editorial-adjunto (1992-94). Além de jornalista, é formado em Direito pela Universidade de Brasília e autor dos livros "Conversas com Vargas Llosa" (Brasiliense, 1986), publicado também em Portugal (Dom Quixote) e editado na França (Pierre Belfont), em língua espanhola (diferentes editoras) e nos Estados Unidos ("The Paris Review") e "Conversas com Vargas Llosa -- Antes e Depois do Nobel" (Panda Books, 2012). Foi o editor das memórias políticas do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, "A Arte da Política — A História que Vivi" (Civilização Brasileira, 2006, 5ª edição 2012). Foi um dos autores do texto do livro "A Revista no Brasil" (Editora Abril, 2000). Ainda na área de edição de livros, fez a leitura crítica de originais de várias obras, como o emblemático "Chatô, o Rei do Brasil” escrito por Fernando Morais.