Cinema
 
Cris D'Amato
Cris D'Amato
Cris D'Amato
 

“Estamos indo de vento em popa”
Cris D’Amato – Diretora, assistente de direção e atriz

 
15/11/2018
 



Cris D'Amato é graduada em jornalismo, trabalhou com publicidade durante muitos anos, além de trabalhar também com teatro – em 1991, montou a companhia “Limite 151”. Ainda em 1991, começou a trabalhar na televisão como assistente de Tizuka Yamasaki, como primeira assistente de direção da novela “Amazônia”, na extinta TV Manchete. Em 1997, faz outro trabalho na TV, dessa vez na Rede Globo, como diretora assistente de Daniel Filho no seriado “A Justiceira”. Em 1995, Cris D'Amato começa sua carreira no cinema como assistente de direção em filmes como “Buena Sorte” (1997), de Tânia Lamarca; “Outras Estórias” (1997), de Pedro Bial; “Memórias Póstumas” (1999), de André Klotzel; “Amores Possíveis” (2000), de Sandra Werneck; “Copacabana” (2000), de Carla Camurati; e “A Máquina” (2004), de João Falcão. Nos anos 2000, inicia sua carreira de diretora assistente em filmes como “Fica Comigo Essa Noite” (2005), de João Falcão; e nos filmes de Daniel Filho – “Seu Eu Fosse Você” (2005), “Muito Gelo e Dois Dedos d´Água” (2006), “Primo Basílio” (2007), “Se Eu Fosse Você 2” (2009), “Tempos de Paz” (2009), e “Chico Xavier” (2010). Lançado em 2007, “Sem Controle” foi o primeiro filme de Cris D'Amato. Os outros foram “Confissões de Adolescente” (2013), “S.O.S Mulheres ao Mar” (2014), “Linda de Morrer” (2015), “S.O.S Mulheres ao Mar 2” (2015) e “É Fada!” (2016).