Economia
 
Otaviano Canuto
Otaviano Canuto
Otaviano Canuto

Otaviano Canuto é ex-diretor executivo do Banco Mundial. Foi vice-presidente do Banco Mundial e do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e diretor executivo do FMI (Fundo Monetário Internacional) para Brasil, Cabo Verde, República Dominicana, Equador, Guiana, Haiti, Nicarágua, Panamá, Suriname, Timor-Leste e Trindade e Tobago. Trabalhou no Ministério da Fazenda e foi professor na USP. Também foi ganhador do "Prêmio Mestre na Arte da Economia", da Universidade de Concordia, Montreal- Quebec, Canadá, de 1979-1981. Canuto recebeu o título de doutor em economia pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), onde estudou de 1986 até 1991, sendo professor na mesma universidade até 2003. Atualmente é diretor do Center for Macroeconomics and Development em Washington, senior fellow do Policy Center for the New South e senior fellow não-residente do Brookings Institute. “O FMI foi estabelecido para preservar a estabilidade monetária internacional. Desde sua criação há 75 anos, muitas coisas mudaram. No início dos anos 70, o sistema monetário internacional abandonou o regime cambial fixo e ajustável cuja tutela havia estado sob a guarda e vigilância do Fundo. Nas décadas seguintes, com o aumento da mobilidade internacional de capitais, a capacidade de socorro a países com seus recursos de curto prazo encolheu”, afirma o economista.