Política
 
Vítor Oliveira
Vítor Oliveira
Vítor Oliveira
 

“Quem crava resultado de eleição é médium”
Vítor Oliveira – Diretor de Análise da consultoria Pulso Público

 
05/10/2018
 



Vítor Oliveira é cientista político e bacharel em Relações Internacionais pela Universidade de São Paulo (USP) e mestre em Ciência Política pela mesma Universidade, com a dissertação intitulada "A Implantação do Presidencialismo da Coalizão e a Ineficiência Informacional". Acumula experiência em monitoramento, análise política e avaliações de longo prazo em nível nacional, estadual e municipal para instituições financeiras de grande porte. Foi editor do portal INFOMONEY e autor do blog #ÉPolítica no mesmo portal, dedicado ao acompanhamento e análise da conjuntura política nacional. Escreve mensalmente sobre o Poder Legislativo para o portal do Estadão. É professor da disciplina Processo Legislativo no curso Advocacy e Políticas Públicas: teoria e prática, da Fundação Getulio Vargas (FGV). “Se o que aconteceu recentemente nos EUA e na Europa serve de referência, as redes sociais são um belo ponto de partida em campanhas eleitorais, mas ainda servem fundamentalmente para direcionar a mensagem dos veículos tradicionais, numa comunicação ainda muito controlada pelo emissor. Até por termos evidências de que o uso de robôs é enorme, aumentando artificialmente o impacto das redes. No fim do dia, bots não vão até a urna. (...) As instituições políticas têm uma missão principal, que é processar os conflitos e as discordâncias de modo pacífico, produzindo políticas públicas a partir disso”, afirma o analista.