Ativismo
 
Sérgio Vaz
Sérgio Vaz
Sérgio Vaz
 

“A periferia é um urânio enriquecido”
Sérgio Vaz – Poeta e fundador da Cooperifa

 
18/09/2013
 



Nascido no Vale do Jequitinhonha, em 26 de junho de 1964, Sérgio Vaz é hoje um dos nomes que estão fazendo a periferia sonhar e ao mesmo tempo realizar. Sem dinheiro para publicar os seus livros, o jeito era declamar. Foi criado o sarau. No começo, numa fábrica abandonada, depois na mercearia que era do seu pai. Hoje o sarau da Cooperifa é um ponto onde se reúnem cerca de 300 pessoas por semana e até 60 poetas por noite. Além disso, Vaz é considerado uma das 100 pessoas mais influentes do país e uma das 10 pessoas que fazem a diferença em São Paulo, por ter transformado a Cooperifa em um dos pontos culturais mais importantes do país. Em 2011 também foi coordenada pelo poeta, a 1ª Mostra do Cinema na Laje. O poeta e agitador cultural, afirma nesta entrevista, que os escritores são de uma arrogância sem tamanho. "Nossa Poesia que nasce das ruas violentas, da saúde precária, do ensino de má qualidade, do racismo, do preconceito de classe, do desemprego, das mazelas sociais, etc. Dessa literatura que denuncia o que se sofre na pele. Dessa literatura das letras descalças, mas de pés firmes e calejados que não descansam nunca. Dessa literatura que sangra na página e umedece de lágrimas", afirma o poeta.