Música
 
Jards Macalé
Jards Macalé
Jards Macalé
 

“No palco me sinto em casa”
Jards Macalé – Ator, cantor e compositor

 
01/04/2015
 



Considerado um dos compositores mais brilhantes do nosso país, além de também ser cantor e ator, o carioca Jards Anet da Silva, mais conhecido como Jards Macalé, começou a carreira profissional em 1965, como violonista no Grupo Opinião. Fez direção musical dos primeiros espetáculos de Maria Bethânia. Teve composições gravadas por Elisete Cardoso e Nara Leão. Com Gal Costa, Paulinho da Viola e o parceiro José Carlos Capinam, criou a agência Tropicarte, para administrar os próprios espetáculos. Macalé é autor de canções como Vapor Barato, Anjo Exterminado, Mal Secreto, Movimento dos Barcos, Rua Real Grandeza, Alteza, Hotel das Estrelas e Poema da Rosa. Teve como parceiros o próprio Capinam, Waly Salomão, Torquato Neto, Naná Vasconcelos, Xico Chaves, Jorge Mautner, Gláuber Rocha e ainda Abel Silva, Vinicius de Morais e Fausto Nilo. Em 1976, se tornou parceiro de Moreira da Silva no samba de breque Tira os óculos e recolhe o homem. Em 2013 participou do evento Canções do Exílio, onde declarou ser anarquista. "Na rádio Nacional estava a melhor programação radiofônica do Brasil e, talvez, do mundo. O melhor da música, do humor, das radionovelas, da informação jornalística, numa dinâmica fantástica. (...) Estávamos sob uma ditadura e a não concordância com este regime nos uniu. Naquele momento tratávamos da Carta dos Direitos Humanos", afirma o compositor.