Entrevista publicada em 07/09/2010 por Eder Fonseca em Negócios
 
 

“Vamos faturar 6 bilhões de reais”
Luiza Helena Trajano – CEO do grupo varejista Magazine Luiza

Luiza Helena Trajano Inácio Rodrigues é uma das principais empresárias do Brasil. É a atual comandante da rede de lojas Magazine Luiza e de outras empresas integradas a sua holding. A respeitada mulher de negócios, conseguiu transformar uma rede de lojas localizadas em Franca (interior de São Paulo), em uma empresa forte, que briga com gigantes do segmento como Casas Bahia e Ponto Frio. Desde jovem, já demonstrava ser uma profissional competente passando por diversos outros cargos dentro de setores como cobrança e vendas, antes de se tornar superintendente do Magazine Luiza, cargo que já foi ocupado por seu pai. Sempre apostou na ampliação do relacionamento pessoal. Sua maior conquista dentro da empresa, foi saber oferecer crédito fácil e rápido com taxas de juros pequenas e prestações suaves aos clientes principalmente os de baixa renda. “Disputamos o Ponto Frio até o último momento, mas isso já tem mais de um ano, estamos felizes com a entrada no Nordeste, e com a compra das Lojas Maia, já que são 141 pontos de vendas nos 9 estados da região, com uma equipe maravilhosa e que estamos integrando ao Magazine Luiza com muita sinergia. (…) Eu sempre acreditei que fosse possível trabalhar numa empresa que ganhasse dinheiro e que as pessoas pudessem ser felizes, uma fórmula não muito comum no início da década de 90″, afirma a presidente do conselho do Magazine Luiza.

 

Quais são os principais ensinamentos que sua tia Luiza Trajano Donato (fundadora da rede) lhe ensinou nos campos profissional e pessoal?

Venho de uma família onde todos são muito empreendedores. São muitos os ensinamentos, difícil falar os principais que aprendi com os meus tios Luiza e Pelegrino que foram os fundadores do Magazine Luiza. Eu continuo aprendendo a todo o momento. Costumo destacar o trato com o cliente, a honestidade e a ética no relacionamento, isso tudo vale tanto para a vida pessoal como profissional.

 

A senhora começou a trabalhar com 12 anos de idade.  Se outros jovens também iniciassem suas atividades profissionais até no máximo 16 anos, não teríamos uma sociedade melhor e mais preparada?

Cada caso é diferente. Eu comecei a trabalhar aos 12 anos porque gostava muito de dar presentes e minha mãe sugeriu que eu trabalhasse nas férias escolares para poder comprar esses presentes. Eu acredito na educação dos jovens, a prioridade deve estar na educação, na formação dos nossos jovens, aí teremos uma sociedade para avançar ainda mais com o progresso do nosso Brasil.

 

O Magazine Luiza é citado sempre como uma empresa humanista. De onde vem esse humanismo nada comum no mundo dos negócios?

Eu sempre acreditei que fosse possível trabalhar numa empresa que ganhasse dinheiro e que as pessoas pudessem ser felizes, uma fórmula não muito comum no início da década de 90. De lá para cá muita coisa mudou e muitas empresas começaram a investir em pessoas, mas me orgulho muito de desde essa época pensar dessa forma.

 

A Harvard Business School realizou um estudo dizendo que os 5 pilares do Magazine Luiza são a agilidade nas decisões, liderança forte, funcionários fiéis, preservação da cultura e ousadia. A universidade está correta ou acrescentaria mais alguma coisa?

Esses sempre foram o pilares estabelecidos pelo Magazine Luiza que resultaram no interesse da Universidade de Harvard para criar uma disciplina que estudasse a nossa cultura.

 

Lula está sendo o presidente que a senhora sonhou para o Brasil?

Eu acredito que o grande mérito desse Governo foi a preocupação com a inclusão social. Ainda temos muito o que fazer para construção de um país cada vez melhor, mas esse passo essencial foi dado. A própria aprovação popular que o presidente possui demonstra que ele está no caminho certo.

 

O que mudaria na política econômica desse Governo?

É urgente a reforma tributária e política, espero que no próximo Governo esse tema seja tratado como prioridade.
Magazine Luiza

Os Fundadores: Pelegrino José Donato e Luiza Trajano Donato (Foto: Andrade)

 

Como foi perder o Ponto Frio aos 44 minutos do segundo tempo? E existe outra fusão em vista depois da compra das Lojas Maia?

Disputamos o Ponto Frio até o último momento, mas isso já tem mais de um ano, estamos felizes com a entrada no Nordeste, e com a compra das Lojas Maia, já que são 141 pontos de vendas nos 9 estados da região, com uma equipe maravilhosa e que estamos integrando ao Magazine Luiza com muita sinergia. Nossa preocupação agora é essa integração, não estamos abertos a fusões, nossa política é de aquisições, mas não temos nenhuma negociação em andamento.

 

O Magazine Luiza está atualmente atrás do Grupo Pão de Açúcar/Casas Bahia e da Máquina de Vendas (Ricardo Eletro e Insinuante). Como fazer para desbancar essas duas grandes empresas e se tornar de vez a líder do varejo nacional?

Não temos essa preocupação de constar em rankings, queremos crescer com rentabilidade e colaboradores felizes, independente de qualquer colocação. Esse ano vamos faturar 6 bilhões de reais, o que nos coloca em segundo lugar do ranking.

 

O Magazine Luiza foi um dos pioneiros no mundo virtual. Como a senhora enxerga a internet em seu negócio?

Estamos comemorando 16 anos de criação da nossa loja virtual e 10 do nosso site de vendas. Foi uma ação pioneira e inovadora no varejo e o nosso canal virtual colabora imensamente com nosso desejo de estar onde e quando o cliente quiser, além de ser responsável por 13% do faturamento da empresa.

 

A senhora circula entre pessoas muito ricas e algumas muito pobres, já que sabemos que realiza um grande papel social em sua comunidade. Qual a lição mais preciosa que aprendeu convivendo com esses dois mundos opostos?

Sempre convivi com todas as classes, quem gosta de trabalhar no varejo não tem dificuldade com essa convivência. É muito enriquecedor poder aprender a todo momento com todo mundo, por isso é impossível falar de uma lição preciosa, o que carrego comigo e procuro aplicar no meu dia a dia é que faço para os outros o que gostaria que fizessem comigo.

Um vídeo da empresária Luiza Helena Trajano

Patrocinado por:
Sapato Site




Imprimir

Eder Fonseca

 
Diretor executivo e editor do Panorama Mercantil.