Ativismo
 
mv-bill
mv-bill
mv-bill

O carioca Alex Pereira Barbosa (mais conhecido pelo nome artístico MV Bill), é um rapper, escritor e ativista social influente. Iniciou a carreira na música em 1988, quando começou a escrever sambas-enredo para seu pai, sendo que em 1993 fez sua primeira participação em um disco oficial. Seu primeiro álbum foi lançado em 1999 sob o título de "Traficando Informação", que contou com a faixa "Soldado do Morro", que fez MV Bill ser acusado de apologia ao crime. Três anos depois, gravou o segundo trabalho, chamado "Declaração de Guerra", com participações de artistas como Charlie Brown Jr. e Nega Gizza. Sua discografia ainda abrange outros dois álbuns, "Falcão, O Bagulho é Doido" de 2006, e "Causa E Efeito" de 2010. Ainda lançou um disco de vídeo em 2009, intitulado "Despacho Urbano". Paralelamente à carreira de rapper, MV Bill lançou em 2005, junto com Celso Athayde, o livro Cabeça de Porco. No ano seguinte, lançou Falcão - Meninos do Tráfico, disponibilizado em livro e DVD, que se tornou conhecido nacionalmente após exibição no programa Fantástico da Rede Globo. "O meu trabalho é um mix de todas essas atividades. O movimento hip hop não é apenas uma ação isolada, sendo assim, o meu trabalho consolida todas as atividades e de certa forma todas as atividades consolidam e constroem o meu trabalho. É um círculo", afirma o rapper a ativista social.