Pensamento
 
jose-luis-fiori
jose-luis-fiori
jose-luis-fiori

José Luís Fiori graduou-se em sociologia e fez mestrado em economia na Universidade do Chile, entre 1965 e 1973. Doutorou-se em Ciência Política pela Universidade de São Paulo e hoje é livre-docente e professor titular de Economia Política Internacional no Instituto de Economia da UFRJ. Colaborou e colabora regularmente com várias revistas e jornais como Valor Econômico, Correio Braziliense, Folha de S.Paulo, Jornal do Brasil, Jornal do Comércio, Carta Capital, Exame, Praga, Margem Esquerda, Carta Maior, SinPermisso e La Onda. Já publicou, entre outros livros, "O poder americano", "Poder e dinheiro" (Prêmio Jabuti de 1998), "Polarização mundial e crescimento" e "O Poder Global", da Editora Boitempo. Foi eleito o Homem de Ideias de 2001, pelo caderno Ideias do Jornal do Brasil. "A Rússia já foi atacada, invadida e destruída várias vezes através de sua história milenar, e sempre voltou a se levantar, reconstruir, e reocupar uma posição de destaque entre os grandes poderes mundiais. Mas em 1991, parecia impossível que isto pudesse acontecer de novo, depois da derrota soviética e da destruição liberal da economia russa. Dezesseis anos depois, a Rússia está de novo de pé, e volta a preocupar o “mundo ocidental”. (...) Do meu ponto de vista o problema central é que o euro é uma moeda emitida por um Banco Central “metafísico”, que não pertence a nenhum Estado, nem administra a dívida de nenhum Tesouro Central, afirma o professor.