Entrevista publicada em 11/08/2020 por Eder Fonseca em Negócios
 
 

“Somos obcecados em surpreender nossos clientes”
Paulo Akiau – Presidente da EVO W12

Paulo Akiau

Para apoiar as academias no momento mais crítico da história do setor, a W12 manteve 100% de sua força de trabalho e adotou uma postura de total apoio aos clientes. Em vez de vender produtos, a empresa proprietária do software EVO passou a oferecer uma série de conteúdos e a realizar ações relevantes. O primeiro passo foi disponibilizar gratuitamente mais de 350 aulas e treinos online e incluir no software funcionalidades específicas para as necessidades dos gestores no período de lock down. A ação contribuiu para que o acesso aos aplicativos das academias integrado ao EVO crescesse 1904% e o número de aulas virtuais aumentasse 602%. Em uma segunda-feira de junho, por exemplo, dia de pico nas academias, os quase 4 mil estabelecimentos de fitness atendidos pela plataforma EVO ofereceram mais de 1,5 mil aulas virtuais. A empresa é responsável pela criação do EVO, sistema de gestão de academias, líder de mercado, com quase 4 mil clientes no Brasil e na América Latina. A W12 tem como propósito não ser apenas uma empresa de tecnologia, pois, entrega aos clientes mais do que um software. Considera-se uma empresa de fitness, inclusive pela quantidade de gestores e técnicos do setor. Seu presidente é Paulo Akiau, ex-sócio do Core 360, do Portal da Educação Física e da Corporate Wellness. É responsável pela criação da Body Systems, que revolucionou nos anos 90 as aulas coletivas no Brasil e no mundo.

 

Paulo, como se encontra atualmente o seu setor de atuação?

O fitness passa no momento por enormes dificuldades. Somente uma parcela do mercado está agonizando. Infelizmente nossos governantes não têm a menor ideia do que isso representa para a população brasileira, uma das mais obesas do mundo e extremamente exposta ao Covid-19 pelas deficiências de imunidade causadas pela síndrome metabólica, diabetes e cardiopatias resultado do completo sedentarismo de enorme parcela da população. O sedentarismo segue matando grande número de pessoas diariamente, enquanto não há provas científicas de contágio pelo vírus dentro do ambiente de uma academia.

As academias no Brasil fizeram uma tremenda lição de casa na readequação de suas dependências e procedimentos e, estas, estão absolutamente preparadas para receber seus alunos. Bares, restaurantes e outros estabelecimentos abrem, enquanto as academias, que cuidam da saúde e bem-estar da população foram impedidas de abrir.

 

Existe algo que possa ser feito para tentar minimizar as perdas nos postos de trabalho no mercado fitness?

O setor precisa de incentivos tributários, financiamento rápido e liberdade para funcionar dentro das novas regras, além de campanhas de esclarecimento público que coloquem a verdade no seu devido lugar. Nós, da EVO W12, criamos e disponibilizamos várias estratégias para que nossos 4.000 estabelecimentos credenciados pudessem oferecer aulas e treinos online, orientação e relacionamento por meio do nosso aplicativo FITI e da plataforma EVO mantendo a proximidade com os clientes e sustentando muitos postos de trabalho. Porém, o estrago causado é enorme.

 

Como enxerga esse mercado no pós-Covid?

O setor passa por uma grande transformação digital. O modelo de negócios pós-pandemia será certamente híbrido, com oferta de serviços presenciais combinada com serviços online. Também será necessária uma reengenharia na gestão concentrando esforços numa abordagem mais completa e personalizada das necessidades dos clientes e, possivelmente, ampliando a oferta de valor para garantir um ticket mais alto, até que as pessoas percebam que as academias são muito seguras e o volume de alunos possa voltar aos números pré-pandemia. Com menos clientes e ticket baixo a conta não fecha.

 

É o pior momento do setor em todos esses anos de atuação?

Sem dúvida. Nos meus 35 anos de atuação – que se confundem praticamente com o tempo de vida do fitness no Brasil – nunca houve um desafio desta grandeza em nosso setor.

 

Vamos falar da sua empresa. Como se deu a criação da EVO W12?

A EVO W12 foi fundada há 12 anos pelos meus sócios Ary Rodriguez e Valério Ferreira. Em 2010 nós a trouxemos para o grupo de empresas capitaneado pela Body Systems, minha primeira empresa, que já era uma das grandes referências no mundo fitness. A EVO W12 contou com o grande market share e credibilidade da Body Systems nesse mercado e cresceu rapidamente tornando-se a maior empresa de tecnologia, softwares de gestão e aplicativos na América Latina. Atendemos hoje mais de 4.000 clientes, entre eles várias redes importantes em praticamente todos os estados do Brasil.

 

Quais os principais pilares da empresa?

Vamos começar pelo nosso propósito, que é contribuir para um mundo melhor, mais ativo e mais saudável disponibilizando tecnologia de ponta e soluções inovadoras para os agentes dessa mudança: as academias e profissionais de Educação Física. Em seguida podemos falar do que chamamos “Vibe W12”, nosso jeito de ser e cuidar das pessoas, sejam elas nossos colaboradores ou nossos clientes, sempre focando nas relações humanas e necessidades essenciais.

E concluímos dizendo que não vendemos software simplesmente, pois, nossa proposta de valor se estende a promover educação em gestão para alta performance e resultados crescentes no negócio dos clientes, além do alinhamento com tendências mundiais através das melhores práticas e processos, onde o software e seus aplicativos são meios para alcançar a excelência e o encantamento dos frequentadores de academias, estúdios, escolas de natação, Pilates, artes marciais e dança.
O presidente

Fitness: O visionário e presidente da EVO W12, Paulo Akiau (Foto: Divulgação/AP)

 

Acredita que esses pilares fizeram a empresa ser a líder desse mercado?

Sem dúvida. Somos obcecados em surpreender nossos clientes indo muito além das expectativas de quem escolhe uma plataforma de gestão. Apesar do grande volume de clientes estamos organizados para atender individualmente e ficar bem perto de cada um deles, muitas vezes fazendo o papel de consultores em gestão. Com a mais moderna e completa plataforma de gestão e seus aplicativos, que são os grandes diferenciais da nossa proposta. Nossa missão é alavancar os resultados das academias e engrandecer a experiência do praticante através de nossas soluções.

 

Como a digitalização chegou para a EVO W12?

Na verdade, esse é o DNA da empresa. O EVO foi o primeiro sistema genuinamente “web”, nascido e desenvolvido na nuvem, o chamado “cloud computing”. Hoje esse é o único caminho viável, então passamos a nos diferenciar no mercado por meio da educação em gestão, da experiência do usuário da plataforma e da jornada do cliente da academia, que precisa ser prazerosa e gerar resultados.

 

Fale um pouco sobre a academia digital.

Não acreditamos numa academia puramente digital, mas acreditamos que as soluções digitais potencializam a proposta de valor das academias. O presencial nunca será substituído, pois, atividade física anda de braços dados com as relações humanas, com o social. As soluções digitais devem facilitar a comunicação, o agendamento de aulas e treinos, o check-in do aluno, o monitoramento da evolução e resultados, a gamificação, as relações comerciais e toda a gestão do negócio. Isso agiliza, melhora a qualidade das decisões e faz o aluno sentir que a academia e seus professores estão com ele sempre, esteja ele onde estiver. Essa é a ideia da “academia digital”.

 

O que é fundamental para o aperfeiçoamento da gestão dos empresários desse setor?

Muitos empresários ainda não têm afinidade com ferramentas digitais e muitas vezes acabam não conhecendo as inúmeras possibilidades que estão ao seu alcance. Um mínimo de aprendizado do mundo digital hoje é fundamental para qualquer empresário, e fundamental para a gestão de pessoas no negócio.

 

Os webinares e vídeos online terão o mesmo sentido de revolução como as que realizou com as aulas coletivas nos 90?

Com certeza! Cresce exponencialmente o número de pessoas familiarizadas com o uso das ferramentas digitais e sua utilidade na prática do exercício, nutrição e bons hábitos. Temos uma grande esperança que isso nos ajude a diminuir o percentual de sedentários na população e, com isso, reduzir dramaticamente as mortes relacionadas ao sedentarismo.

Um vídeo da plataforma EVO W12

Patrocinado por:
Sapato Site




Imprimir

Eder Fonseca

 
Diretor executivo do Panorama Mercantil.